Vida

Refletindo sobre, percebi que existe muita, mas muita coisa para aprendermos com ela. Eu me sinto ainda um bebê, que engatinha nos degraus da Vida e anseia por conhecimento. Sim, muitas vezes eu sou impulsiva, ajo sem pensar ou refletir – afinal – estou aprendendo a lidar com a Vida ainda. Meus sentimentos, muitas vezes confusos e outras tão intensos, às vezes eu não consigo explicar. Talvez eu precise de um pouco mais de maturidade, talvez um pouco mais de infantilidade. Vamos crescendo e aprendendo alguns valores da sociedade: orgulho, dinheiro e status, principalmente status que conta muito nos dias de hoje.

Se algo aprendi com a Vida foi que, infelizmente, a dor é a melhor forma de aprendermos algo. Chega a  ser óbvio que, quem acerta hoje, quer mais e mais amanhã, esquecendo o quão importante é ser humilde. Eu não culpo a Vida. “Cada um tem o que merece.” É a famosa lei da Newton: Para toda ação, há uma reação, com a mesma intensidade e direção só que com sentido diferente. Eu concordo. Sábio Newton.

Creio que tudo que acontece na nossa Vida, uma hora saberemos o porquê de ter acontecido. Não podemos fazer algo que simplesmente não temos capacidade de fazer. Nossas atitudes, nossos anseios, nossos medos e nossos pensamentos, um dia refletirão tudo o que fizemos na Vida, se a vivemos ou fingimos vivê-la. Embora confusa do que é certo fazer para encontrar meu caminho, estou na trilha, buscando estradas antes ignoradas pela minha pouca sensibilidade. Eu sei que é estranho, sei que antes eu não pensava assim, mas eu simplesmente mudei. Querer mudar para melhor e se transformar, com certeza, é a melhor coisa que o ser humano pode querer.

Hoje estou particularmente feliz por um acontecido, e não sei, não sei mesmo qual é o futuro. Eu sei que alguns me acham louca e impulsiva, mas é necessário, as vezes, ir contra algumas coisas para encontrarmos o verdadeiro sentido da coisa. Tô feliz! Arrumei um tempo para escrever aqui, embora deveria estar estudando, trabalhando, dormindo. As vezes abrimos mãos de várias coisas por uma que, aparentemente, não vale nada e que não te renderá nada no futuro. Mas quem sabe no futuro não se arrependa pelo que não fez?

Reflitamos!
Thamires Coelho.

Anúncios

Justificando o sumiço…

Olá, pessoal.

Bem, estou realmente sumida do meu blog e atualizando pouquíssimo, porém, tudo isso, devido às provas finais que se aproximam! Eu realmente quero muito passar de ano.

Como prometido, quero fotografar minha cidade e pontos históricos dela, pretendo fazer isso mais breve possível!

Estou dando muitas olhadas e pesquisando demais sobre uma viagem que pretendo fazer no inverno, mas isso é outra história!

Não posso deixar de recomendar, porém, o site Mochileiros.com, completíssimo por sinal.

Grande abraço e até a próxima!

Sinceramente…

Sinceramente não sei onde foi que nos desencontramos, se um dia nos encontramos. Eu achei que era recíproco, mas talvez não seja.

Será que só eu quem não consigo enxergar isso…? Talvez te amar não seja suficiente para ficarmos juntos.

Assim como resistes a mudança, ou com ela não te importas, eu também posso e devo, sinto – ao menos – que devo ser mais egoísta.

Não que isso me fará bem, talvez faça, ou não. Eu só esperava um final feliz, quem sabe.

Rio Grande, RS: minha cidade!

Faz tempo, desde o ano passado, que quero falar sobre a minha cidade no blog!

Quero tirar algumas fotos da minha querida cidade, que apesar de ser depreciada pelo lixo e pelo vandalismo, continua sendo minha cidade. Eu sei que tem gente que não tem orgulho daqui, porque antes eu não tinha também… Mas é necessário olhar o lado bom das situações, e é isso que farei aqui em Rio Grande. Além disso, percebo que nós, humanos, temos a tendência de não dar valor aquilo que está do nosso lado.

A partir disso, vou tentar fazer um ‘tour’ pela minha city, para mostrar o lado bom dela… Porque sinto que ela precisa dessa mão. Enfim, aqui em Rio Grande somos banhados por água, por isso nosso ‘cartão postal’ explora essa dádiva da Natureza.

Em breve, preparei alguns posts para falar com carinho dessa cidade mais antiga do Rio Grande do Sul!!

Boa terça-feira, leitores!

Começo

Começar é sempre bom! Porém, o Meu mundo em partes trata de uma continuação do meu antigo blog, Devaneios de uma Pensadora.

Começo, me apresentando, então:

Me chamo Thamires Coelho Botelho e sou gaúcha. Criei este blog para compartilhar meus pensamentos e trocar experiências através do diário virtual: o blog.

Espero que curtam o conteúdo, pois o assunto deste blog é muito amplo!

Atenciosamente,

Thamires C. Botelho.