Fim.

Eu não estou como eu imaginei que eu ia ficar. Eu me sinto bem até. Acho que eu imaginei demais. Enfim, acabou, eu ainda quero beijar seu pescoço e te acariciar, eu ainda quero te ter do meu lado só para mim, mas nós somos incompatíveis. Eu me tornei alguém que eu realmente não sou: mudei pelo relacionamento, deixei de me divertir muitas vezes, me tornei quase, como posso dizer?, uma submissa a ti. Mas eu sei, de verdade, que tu não tem culpa disso. Eu me doei demais, eu que te amei demais e esqueci de mim. Na verdade, eu sempre tive problemas de auto-estima, você sabe. Mas eu daria tudo para que fosse diferente, que não terminasse. Só que terminou.
Eu juro, tentei de tudo pra dar certo, você não cedeu e arrastamos o relacionamento. Quando será que esfriamos? Dizem que, a paixão não dura muito e, depois desse período, ou acaba ou vira amor. Será que isso aconteceu conosco? Não sei.
Só sei que agora estamos longe um do outro, separados pela distância e o sentimento. Fim. Precisa dizer mais algo? Eu não sei, acho que a dor está entorpecida no coração ainda, por isso não a sinto. Ou, simplesmente, eu chorei tudo que tinha que chorar dias antes e, agora eu só quero viver minha Vida e dar valor a mim, me amar. Isso não quer dizer que eu não pense em como teu olhar me enfeitiçava ou como eu  adorava como nos beijávamos. Já passou e sempre vou pensar em você de uma forma boa. Espero que tenhas boas lembranças de mim, também, porque conversamos e percebemos que não daríamos mais certo, lembra?